Logotipo Meu Financiamento Solar
Dicas  ➝  Energia solar fotovoltaica: solução para crise hídrica

Energia solar fotovoltaica: solução para crise hídrica

A energia solar fotovoltaica pode ser conceituada como a energia elétrica produzida a partir da luz do sol com a ajuda de painéis solares. Os módulos são instalados em usinas solares ou em projetos residenciais, indústrias ou empresas dos consumidores, por meio de microprojetos e miniprojetos.

A origem da energia solar retorna ao ano de 1839, no qual o físico Alexandre Edmond Becquerel descobriu o efeito fotovoltaico. Já a primeira célula fotovoltaica foi criada por Charles Fritts em 1883. Desde então, os sistemas de energia solar fotovoltaica vêm sendo desenvolvidos até chegar aos modelos instalados atualmente.

Saiba mais sobre a energia solar fotovoltaica!

energia solar fotovoltaica

Energia solar fotovoltaica: como funciona?

A energia solar fotovoltaica pode ser obtida utilizando sistemas solares fotovoltaicos. Eles são compostos, principalmente, pelos módulos fotovoltaicos, os quais também são conhecidos como placas solares, e por um equipamento chamado inversor interativo.

No Brasil, a maioria desses sistemas é conectada à rede elétrica local, por isso são chamados de sistemas on grid, e integra a chamada geração distribuída, na qual a energia é produzida próximo ao ponto de consumo.

Nos módulos fotovoltaicos estão as células solares, feitas de materiais semicondutores, em especial o silício. Elas têm duas camadas, uma positiva e outra negativa, que formam um campo elétrico. Quando os fótons liberados pelo sol chegam até os painéis solares, eles produzem eletricidade. Dessa forma, quanto mais painéis solares forem instalados, maior será a geração de energia.

Já o inversor interativo serve para transformar a corrente contínua produzida nos painéis solares em corrente alternada, que é a utilizada nas residências e empresas dos consumidores. O equipamento também é o responsável por puxar energia da rede nos momentos em que há pouca luz solar.

Para isso, os sistemas fotovoltaicos devem ser conectados à rede elétrica, a fim de suprir os momentos em que a energia solar é insuficiente.

Ao mesmo tempo, quando há excesso de energia solar produzida, os sistemas precisam estar conectados à rede elétrica para enviar o excedente. Tudo isso é feito por meio do inversor, o qual também atua como um protetor contra falhas elétricas.

Kit energia solar fotovoltaica

Para instalar o sistema gerador de energia solar, é preciso contar com um kit de energia solar fotovoltaica. O sistema de energia solar on grid, o qual foi mencionado no último tópico deste post, é composto pelos equipamentos: painéis solares, inversor solar e cabeamento.

Os kits on grid permitem que a energia seja produzida quando há luz solar e não fazem o armazenamento de energia, como acontece nos sistemas off grid, por exemplo. Quando não há luz solar, a conexão à rede elétrica permite que a energia seja recebida diretamente da distribuidora.

O kit de energia solar fotovoltaica residencial on grid possui ainda uma estrutura de fixação do painel para telhados, que muda conforme o formato e material das telhas, como as de barro.

Esse tipo de kit residencial pode ter voltagem em 110 V ou 220 V e possui tamanhos e quantidades de placas solares variados. O preço mínimo, já com a instalação incluída, é de R$ 15.818,78 para residências que têm um consumo médio de 186,3 kWh.

A composição de um kit solar muda de acordo com cada tipo de aplicação da tecnologia, como os sistemas de bombeamento solar, os projetos de energia solar para irrigação ou as instalações de iluminação com painel solar.

Energia fotovoltaica vantagens e desvantagens

Assim como em qualquer outro tipo de sistema de geração de energia, o sistema fotovoltaico apresenta vantagens e desvantagens. Veja quais são as principais:

energia fotovoltaica

Vantagens

Em relação às vantagens, podemos citar inicialmente que a energia solar é uma fonte renovável de energia. A energia produzida com o uso da luz do sol é inesgotável e muito consistente, diferentemente da energia produzida pelo petróleo, que eventualmente vai acabar, por exemplo.

A energia solar não polui e não faz barulho. A geração de energia fotovoltaica ocorre totalmente de forma silenciosa. Além disso, ao longo de sua vida útil, um painel solar consegue produzir até 20x mais que a energia gasta na sua fabricação, ou seja, é uma alternativa que não agride o meio ambiente.

Outras vantagens são a durabilidade e a pouca necessidade de manutenção do sistema fotovoltaico. Esse tipo de sistema não possui peças móveis, de modo que, praticamente, não apresenta desgaste mecânico. A durabilidade do sistema é de mais de 25 anos, resistindo muito bem às ações da natureza, como granizo, ventos, chuvas e etc.

O sistema fotovoltaico também pode gerar uma grande economia na conta de luz dos consumidores de residências, indústrias e empresas. Essa economia pode chegar a 95% no valor da conta. Além disso, a energia solar é a fonte de energia renovável mais barata do mundo, segundo a Bloomberg New Energy Finance.

Existem ainda outras grandes vantagens da energia solar fotovoltaica, como a geração de empregos para a instalação e produção dos equipamentos utilizados, por exemplo, a possibilidade de reciclar os equipamentos fotovoltaicos e a valorização que o sistema traz para o imóvel.

Desvantagens

Algumas poucas desvantagens podem ser encontradas no sistema fotovoltaico. A primeira delas é o alto custo de aquisição. Porém, se for considerada a vida útil dos equipamentos, que é de mais de 25 anos, e a economia que gera ao longo do tempo, o custo se torna bem razoável.

Ainda há a questão da baixa quantidade de incentivos fiscais que o Brasil oferece para esse segmento, o que acaba tornando esse tipo de investimento mais elevado. Em contrapartida, o custo da tecnologia está cada vez mais acessível.

Outras desvantagens da energia solar fotovoltaica são: o fato de que ela não pode ser aproveitada durante a noite, a baixa capacidade de armazenamento e o anti-ilhamento que ocorre por conta do desligamento automático do sistema.

Energia fotovoltaica no brasil: potencial e cenário atual

O grande potencial da energia solar fotovoltaica está na sua fonte: o sol! A luz solar é o recurso mais abundante e disponível do nosso planeta, o que faz com que essa energia seja sustentável e altamente renovável, além de ser limpa e não causar poluição ao meio ambiente.

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), aqui no Brasil a potência de energia solar fotovoltaica instalada em telhados residenciais e comerciais já passa de 7 gigawatts (GW).

A maior concentração de potência instalada é na classe residencial, com quase 3 GW e 474 mil unidades de geração distribuída (GD), seguida pela classe comercial, que conta com aproximadamente 2,5 GW e 89.000 unidades de GD.

Aqui no Brasil, a energia solar encontra ainda mais motivos para ser utilizada devido à vantagem de produção mesmo nas regiões que não têm tanta radiação solar. As regiões com maior radiação solar são: Nordeste, Sudeste e parte da Região Centro-Oeste.

Já as regiões com baixa radiação solar são: parte da Região Sul e grande parte da Região Norte. Nessas regiões, o potencial de geração de energia solar ainda consegue ser maior do que na Europa, por exemplo. Veja o mapa da radiação solar no Brasil:

radiação solar no Brasil

Como instalar sistema de energia fotovoltaica

Para instalar o sistema de energia fotovoltaica, é preciso analisar o real consumo de energia em kWh (quilowatt-hora) constante na sua conta de luz. Assim, é possível calcular o tamanho do sistema de energia solar necessário para suprir o consumo do local.

Depois disso, você pode simular e orçar o projeto de energia solar para instalar o sistema fotovoltaico com o auxílio de uma empresa especializada.

Para instalar o sistema, é preciso obter uma autorização da distribuidora de energia. Nesse momento, um profissional da área vai fazer uma visita técnica no local em que você deseja fazer a instalação.

Depois deve-se fazer um projeto de instalação. Após passar pelas burocracias exigidas pela distribuidora, o sistema já pode ser instalado.

A instalação deve seguir o seguinte passo a passo:

  • Análise do local de instalação e realização do projeto;
  • Instalação dos painéis solares com aparafusamento dos suportes;
  • Instalação dos trilhos nos quais os painéis serão fixados;
  • Instalação das placas solares nos trilhos e conexão dos cabos;
  • Instalação do inversor solar e conexão dos painéis solares no inversor.

Por fim, é necessário fazer a homologação da instalação das placas solares junto à distribuidora responsável.

Financiamento para energia solar fotovoltaica

O financiamento é uma das formas mais acessíveis de se obter um sistema fotovoltaico! Por isso, a empresa Meu Financiamento Solar e o Banco BV se uniram para tornar a aquisição do seu sistema solar fotovoltaico uma realidade muito próxima de você!

O financiamento pode contemplar até 100% do equipamento e da sua instalação. O prazo para pagar chega a 84 meses, as taxas são prefixadas, e você tem até 120 dias de carência para começar a pagar!

O financiamento para pessoa física pode ser de até R$ 500 mil reais e o financiamento para pessoa jurídica pode ser de até R$ 3 milhões de reais. Com esse valor, você pode financiar todo o equipamento e todo o processo de instalação.

Quer saber mais sobre o financiamento para energia solar? Entre em contato com o Meu Financiamento Solar pelo e-mail (contato@meufinanciamentosolar.com.br) ou pelo telefone (4000-1948)!