Logotipo Meu Financiamento Solar
Dicas  ➝  Veja o tempo de retorno do investimento em energia solar

Veja o tempo de retorno do investimento em energia solar

Antes de fazer qualquer investimento, é muito importante considerar outras oportunidades e fazer os cálculos corretos. Um deles é referente ao tempo de retorno do investimento – e ele certamente deve ser analisado no momento de adquirir um sistema fotovoltaico.

Continue a leitura para saber mais sobre o tempo de retorno do investimento em energia solar!

retorno-do-investimento-em-energia-solar

O que é payback em energia solar?

O tempo de retorno do investimento, também chamado de payback, nada mais é do que o prazo para que o valor investido retorne para as mãos do investidor. Por exemplo, se um investimento de R$ 1 mil reais foi realizado em julho e os ganhos provenientes do investimento um mês depois foram de R$ 1 mil, quer dizer que o payback do investimento se deu em exatamente um mês.

No caso da energia solar, o retorno do investimento acontece por meio da redução obtida na conta de luz. Quando esse valor economizado a cada mês totaliza o custo investido no sistema, o feliz proprietário verá o retorno do seu investimento acontecer (chamado de breakeven). A partir daí, toda a economia que o sistema continuar gerando será lucro para o consumidor.

Quais são os fatores que impactam o tempo de retorno do investimento?

Em média, o payback de um sistema fotovoltaico residencial no Brasil é de 4 a 5 anos. Porém, esse prazo pode variar para mais ou para menos de acordo com alguns fatores muito importantes. Veja quais são eles:

Tarifa de energia

A tarifa de energia é o valor da eletricidade cobrado pela distribuidora a cada 1 quilowatt-hora (KWh) que você consome durante o mês. Esse valor irá variar de acordo com cada distribuidora e pode ser facilmente identificado na conta de luz.

Para encontrar o valor da tarifa, procure na sua conta de luz pelo campo “Discriminação da Operação” e, depois, pela coluna “Tarifa com Tributos”.

A tarifa é o valor que você está pagando por mês a cada um kWh de energia consumido na sua casa, comércio ou indústria, sem contar os encargos tributários e bandeiras tarifárias somados na conta de luz.

A tarifa também é a principal variante para o cálculo do payback em energia solar, pois, quanto mais cara for a energia, maior será a economia mensal obtida com o sistema.

Consequentemente, quanto mais alta for a economia mensal, mais rápido você terá o retorno do investimento no seu sistema fotovoltaico.

Para entender isso é simples: basta multiplicar o consumo mensal em kWh pelo valor da tarifa. Dessa forma, um cliente que consome 500 kWh/mês com uma tarifa de R$ 0,69 irá economizar mensalmente R$ 345 com um sistema fotovoltaico, enquanto outro com o mesmo consumo e uma tarifa de R$ 0,98 irá economizar R$ 490 por mês.

Inflação energética

Da mesma forma, a inflação energética é outra variável que impacta o cálculo do payback em energia solar, pois está diretamente ligada ao valor da tarifa de energia.

Como sabemos, os preços da energia elétrica no Brasil têm subido muito ao longo dos anos, um reflexo da alta carga tributária aplicada nas contas e das constantes crises do setor elétrico causadas por diferentes motivos, como os frequentes períodos de secas nos reservatórios e, mais recentemente, a pandemia do novo coronavírus.

No entanto, a inflação energética deixa de ser um problema para quem instala um sistema de energia solar. Ao contrário, ela passa a ser vantajosa porque, como vimos, quanto maior for o valor da tarifa de energia, maior será a economia obtida com o sistema, e mais rápido será o tempo de retorno do investimento no gerador solar.

Custo de oportunidade

Como vimos, a compra de um sistema fotovoltaico pode ser considerada um investimento, já que entrega ao consumidor um retorno financeiro todos os meses por meio da economia gerada na conta de luz.

Dessa forma, é possível comparar a aquisição da tecnologia com outras aplicações financeiras do mercado, analisando quais das oportunidades de investimento é a mais interessante economicamente.

Do ponto de vista financeiro, as oportunidades mais interessantes são aquelas que, de acordo com o risco do negócio, oferecem o melhor custo-benefício ao longo dos anos. Como o sistema fotovoltaico conta com um payback relativamente rápido e possui uma vida útil mínima de 25 anos, sem dúvida alguma ele se tornou a melhor opção para quem busca retorno financeiro, sem contar os ganhos em sustentabilidade.

Fatores técnicos

O retorno sobre o investimento em um sistema fotovoltaico também depende de algumas variáveis técnicas que interferem no custo e desempenho dos sistemas.

A primeira delas é o tamanho dos projetos. Assim como em qualquer outra tecnologia, os sistemas fotovoltaicos apresentam ganho de escala conforme aumenta o tamanho dos projetos. Então, quanto maior for o sistema, menor será o seu custo por watt instalado e menor pode ser o tempo de retorno do seu investimento.

Outra variável técnica importante é a disponibilidade de luz solar, que muda de acordo com a região e que impacta o aproveitamento do painel solar fotovoltaico. Ou seja, quanto maior for a radiação solar no local, maior será o aproveitamento do painel, mais energia ele irá gerar e maior será o retorno financeiro.

Felizmente, o Brasil é um dos países com as maiores médias anuais de radiação solar, apresentando alto potencial para a geração fotovoltaica.

Ganho patrimonial

Os clientes que desejam adquirir um imóvel próprio estão dispostos a investir mais em residências que já contam com um sistema fotovoltaico, afinal, já entendem a importância de dispor de formas alternativas para produção de energia.

Uma pesquisa divulgada pelo New York Times atestou que, nos Estados Unidos, o aumento do valor dos imóveis chegou a, no mínimo, US$ 15 mil em locais com um sistema de 3,6 kWp. Dessa forma, é importante considerar o ganho patrimonial no retorno do investimento em energia solar.

Como calcular o retorno do investimento em energia solar (payback e o ROI)

Embora parecidos, os termos “tempo de retorno do investimento (payback)” e “retorno sobre o investimento (ROI)” referem-se a valores distintos.

roi-energia-solar

Enquanto o primeiro determina o prazo para que o investimento se pague, o segundo indica a porcentagem de retorno do investimento em determinado prazo.

Portanto, para calcular o payback e o ROI de um sistema fotovoltaico é necessário fazer duas contas diferentes. Para isso, vamos utilizar as seguintes premissas:

  • Valor do investimento no sistema de R$ 30.880,64;
  • Sistema com 5,44 kWp de potência e geração mensal de até 672,09 kWh;
  • Valor mensal da conta de energia elétrica de R$ 500;
  • Economia anual na conta de luz de R$ 5.969,20.

A partir desses valores, o payback pode ser calculado a partir da conta:

Investimento / economia anual

R$ 30.880,64 / R$ 5.969,20 = 5,17


Assim, temos que o payback desse sistema ocorre em cerca de 5 anos.

Já o ROI pode ser calculado a partir da conta:

(Economia anual / valor do investimento) x 100

(R$ 5.969,20 / R$ 30.880,64) x 100

0,19 x 100 = 19


Dessa forma, o ROI desse sistema será de 19% ao ano.

Agora que você já sabe tudo sobre o tempo de retorno do investimento em energia solar, navegue pelo site do Meu Financiamento Solar e veja como podemos facilitar a sua aquisição!